segunda-feira, 28 de abril de 2014

Escombros



Escombros


Ainda que as luzes sumam,
ainda que o céu se parta,
ainda que sonhos se quebrem,
sobra pela frente o resto da estrada.

Durezas são provas de fogo
que garantem nossa permanência,
Tristezas são jogos mortais:
testes de emocionais resistências.

Aprender o máximo em cada jogada
é a sacada dos mestres que passaram
e enfrentaram esta caminhada.

Tento me recompor novamente,
continuo plantando sementes
e alimento flores carnívoras.

(David Henrique)

domingo, 27 de abril de 2014

Em memória



Retranca de uma batalha a dois

Nossa estrada será difícil:
desviar de poças e pedras,
mas, assim como no ofício,
a vigília leal prospera.

Ao passar de cada obstáculo,
comemorar num espetáculo.

Amar-se incessantemente
e não deixar para o futuro
o que pode ser o presente.

E no final das tempestades
viveremos nossas vontades.


Sem nortes

O que há de se fazer
quando tudo está por se perder?

O que há de se dizer
quando as palavras perdem o poder?

Como não chorar
quando tudo está prestes a acabar?

Como não sofrer
vendo a história se desfazer?

Como suportar
a ausência
de um suposto amor perfeito,
que apareceu sem defeitos
e foi embora sem avisar?


(David Henrique)